posted 1, September 2014 • with 811 notes
permalink reblogged from d-escuidada Source: vinstage
posted 1, September 2014 • with 461 notes
posted 1, September 2014 • with 11918 notes
Ele ficou me olhando, e eu o olhava. Minha mão procurou a sua, e a encontrou. Senti que agora era o seu coração que batia mais rápido - eu quase podia escutá-lo, porque estávamos de novo em silêncio. Minha alma, porém, estava tranquila, e meu coração em paz.
permalink Paulo Coelho.  (via felicidadeadois)
posted 1, September 2014 • with 4191 notes
Ah, ele cozinha bem. Eu adoro quando ele fica vagando pela casa, entrando de quarto e saindo de quarto, com aquela calça de moletom cinza, meia e havaianas, e aquela camiseta centenária do Kurt Cobain que ele não vive sem. É quando eu me sinto em casa, num lar, é quando me dou conta que, apesar de tudo, eu sou feliz. Aí eu coloco uma chaleira no fogo, ela apita e ele aparece de repente, na cozinha, todo quieto e escabelado feito um menininho. Eu reclamo disso o tempo todo, mas é aquele silêncio que me traz paz.
permalink Gabito Nunes. (via cicatrizar-se)
posted 1, September 2014 • with 18384 notes
A gente tem um lado estranho que vez ou outra encanta alguém.
permalink Desconheço.   (via doistonsdeamor)
posted 1, September 2014 • with 79003 notes
Tem coisa que dá vontade de viver de novo. E de novo. E de novo.
permalink Clarice Lispector. (via felicidadeadois)
posted 1, September 2014 • with 1224 notes
posted 1, September 2014 • with 6932 notes
Eu conheci você, porque eu precisava de alguém assim. Alguém me me ouvisse e não julgasse, que não exigisse de mim tanto quanto eu já exijo. Alguém que eu possa dormir sem me preocupar se vai estar aqui quando eu acordar, porque eu sei que vai e ao mesmo tempo que eu não me sinta tão desconfortável por não ser capaz de ser boa o bastante. Eu procurava muito e encontrei você.
permalink Carpejar.  (via felicidadeadois)
posted 1, September 2014 • with 196 notes
permalink reblogged from intheangelscity13 Source: tswiftdaily
posted 1, September 2014 • with 1129 notes
Amor, o que é o amor ? Não creio que se possa realmente colocar em palavras. Amor é entender alguém, se importar, compartilhar as alegrias e as tristezas. Isso pode incluir amor físico. Você compartilha alguma coisa, dá alguma coisa e recebe algo em troca, seja ou não casada, tenha ou não um filho. Perder a virtude não importa, desde que você saiba que, enquanto viver terá ao lado alguém que a compreenda, e que não precisa ser dividido com ninguém mais!
permalink O Diário de Anne Frank  (via cicatrizar-se)
theme